Selecione o Profissional
 

Pedro Mandelli

TEMAS:


Pedro Mandelli é um dos mais influentes e reconhecidos consultores do Brasil. Tem mais de 35 anos de atuação com empresas de todos os portes, nacionais e internacionais, de variados segmentos da economia, em trabalhos desenvolvidos no Brasil, EUA, Canadá e países da Europa. “Muito Além da Hierarquia”, seu livro mais vendido, foi apontado em reportagem da Revista Exame de 2016 como um dos 10 livros obrigatórios para executivos.

 

Professor no MBA de Educação Executiva da Fundação Dom Cabral desde 1992, responde pelas disciplinas de Liderança, Gestão de Pessoas, Comportamento Organizacional e Gestão de Mudanças. Ministrou aulas nos programas internacionais da FDC em parceria com a INSEAD, na França, com a Kellogg School of Management (Northwestern University/EUA). Desde 2000, é reconhecido e premiado como um dos professores de MBA mais queridos do Brasil, além de ser um dos 5 consultores mais requisitados do país para palestras.

 

Case de sucesso


A história do professor Pedro Mandelli, 48 anos, poderia muito bem ser utilizada como um case para estudo nos cursos de MBA. Sua trajetória é uma verdadeira lição de como superar desafios, habilidade fundamental para qualquer executivo hoje em dia. Mandelli, que é atualmente professor do MBA da Fundação Dom Cabral, do programa de educação continuada da FGV/SP e do Instituto Mauá de Tecnologia, além de ser consultor e colunista da VOCÊ S.A., deparou logo no início da vida profissional com uma barreira que colocou seu futuro em xeque: ele é gago desde a infância.


Justamente por ter essa dificuldade, acabou se tornando um jovem bastante retraído e tímido. Tinha pânico de falar em público, mesmo que fosse numa reunião de quatro ou cinco pessoas. Por azar (ou sorte?), acabou caindo numa área dentro da empresa em que trabalhava que exigia muita exposição. Precisava sempre fazer apresentações e participar de reuniões. E, é claro, passou maus pedaços. Seu emprego já estava na corda bamba quando resolveu procurar uma fonoaudióloga. Além de fazer um tratamento, ela recomendou que ele começasse a dar aulas. Seria uma grande chance de superar seu medo e treinar, treinar e treinar.


Nem é preciso dizer que sua estreia na sala de aula, numa escola do SENAC, em Santo André/SP, foi uma tremenda confusão. As cenas eram típicas de um filme do comediante americano Jerry Lewis. "Preparei meticulosamente o material para dar quatro aulas, que significariam cerca de 8h de apresentação. Mas depois de 30min já tinha terminado tudo", afirma o professor. "Disparei a falar e os alunos a rir." No intervalo, ainda sem conseguir se recuperar da tremedeira, acabou entrando no banheiro das professoras. Depois de terminar as aulas da segunda turma, pegou um ônibus para voltar para casa. Quando chegou a sua residência, lembrou que havia ido para a escola de carro. Esqueceu o automóvel lá, no estacionamento do colégio.


Mas Mandelli não desistiu. Ao contrário. Passou a dedicar-se ainda mais aos alunos. Estava sempre pronto para conversar, tirar as dúvidas, fazer recomendações. Não apenas ganhou gosto pela atividade como também conseguiu dar uma bela alavancada em sua carreira na empresa. O mesmo gerente que quase o havia demitido passou a dar total apoio ao seu trabalho. Indicou Mandelli para fazer um curso de extensão no Instituto Mauá de Tecnologia.


Nessa altura, ele já estava lecionando em 3 colégios estaduais. Após terminar o curso na Mauá, Mandelli passou a coordenar grupos de estudo formados por colegas que haviam participado do programa de extensão. Numa das noites de estudos, um professor do instituto faltou. E Mandelli foi convidado para substituí-lo. A aula foi um sucesso.


Mandelli já era fera. Tinha se superado. Resultado: em três anos, era responsável por um quarto das aulas do curso de extensão em sistemas de informação.


Enquanto isso, sua carreira como executivo crescia a todo o vapor. Ele passou pela Cosipa e pela Matarazzo, desenvolvendo sua expertise em relação aos assuntos ligados a mudanças organizacionais. Até que recebeu um convite de um ex-chefe para entrar na área de consultoria. Parecia uma boa oportunidade. Foi em frente. Por outro lado, cresciam os convites para dar aulas. Foi para a Fundação Dom Cabral, de Minas Gerais, onde ajudou a lançar o curso de MBA. Depois passou também a lecionar na FGV/SP. Hoje, Mandelli dedica por mês cerca de 80h a aulas, mais umas 40h a palestras e 100h a consultorias. Tem uma audiência, entre alunos e ouvintes das palestras, de 3 mil pessoas ao ano.


Mas, afinal, qual o segredo desse sucesso todo? Ele mesmo responde: "É preciso ter conteúdo, ter experiência, e saber se apresentar no palco". Suas aulas são inesquecíveis, engraçadas, recheadas de casos – muitos deles vividos por ele mesmo no dia-a-dia da consultoria – e práticas. Elas têm um ritmo que realmente consegue prender a atenção dos alunos. Mandelli é rápido, bem-humorado e sabe como envolver a plateia com comentários inteligentes e análises críticas. Usa muitas comparações e pede sempre muita participação. "Ele cria uma sinergia".

 

Tema da palestra


* Na Linha de Frente das Mudanças.

 

07/2019


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato
  • (11) 3522-6622
  • (13) 3022-1177
  • (11) 98079-3030
  • e-mail:
    comercial@mixpalestras.com.br
  • skype:
    mix.palestras
  • twitter:
    @mixpalestras