Selecione o Profissional
 

Rick Chesther

Rick Chesther

TEMAS:


Rick Chesther conta que começou a empreender aos 8 anos quando, assim como muitas crianças no Brasil, foi obrigado a abandonar os estudos para vender verduras e ajudar em casa.

 

Ao pensar em empreendedorismo, imaginamos algo distante da realidade da maioria, destinada apenas a quem já conta com um bom dinheiro. Porém, ao pegarmos um dicionário para pesquisar o que significa a palavra empreender, veremos que nada mais é do que identificar, agir e superar um problema, seja seu próprio, ou da sociedade. Ou segundo o dicionário Aurélio: atitude de quem, por iniciativa própria, realiza ações ou idealiza novos métodos com o objetivo de desenvolver e dinamizar serviços, produtos ou quaisquer atividades de organização e administração.

 

É exatamente isso que o empreendedor Rick Chesther vem ensinando para a sua legião de seguidores nas redes sociais. Para ele, muitas vezes a crise não está no país e sim dentro das pessoas. "Na minha teoria, as pessoas estão em crise pois o Brasil somos todos nós, como uma engrenagem, se eu parei, param todos nós (…) as pessoas dormem achando que ao acordar a crise vai ter acabado e não é assim, eu queria mostrar para as pessoas que você não precisa de um milhão para começar um negócio", disse em entrevista ao canal do YouTube Eu Sou Empreendedor.

 

Foram com essas atitudes, muito trabalho, suor e confiança, que Rick foi convidado para palestrar em uma das maiores Universidades do mundo, Harvard.

 

Mas afinal, o que o mineiro que vendia água na praia e hoje palestra em Harvard tem a ensinar para o seu negócio? Empreender é suor. Há uma imagem que empreender é ter uma vida mais tranquila, sem patrão ou horários. A história de Rick Chesther é bastante clara quanto a isso: tire da sua cabeça.

 

Empreender é, antes de qualquer coisa, suor. O seu exemplo é mais do que literal. Ele chegava cedo na Central do Brasil, onde comprava suas garrafas d’água e então partia para praia onde ficava o dia inteiro vendendo seu produto.

 

Ok, você pode estar pensando “Mas eu não venderei água, nem irei trabalhar na praia”. O local não importa. Mesmo dentro do seu escritório e com um bom ar-condicionado, sue muito, ou seja, trabalhe muito.

 

Ele conta que lucrava por dia de 150 a 200 reais e não voltava para casa com menos que isso. Por isso, chegue cedo no local e só vá embora quando tiver atingido todas as metas. Não importa se você vai vender água ou abrir uma empresa. Rick conta que descobriu que o que fazia era empreendedorismo ao ler o livro Geração de Valores, do empresário brasileiro Flávio Augusto, dono de uma escola de inglês e de um time de futebol.

 

Em matéria publicada no Linkedin, ele fala que sua missão é deixar um mundo melhor para sua filha e isso pode ser feito tanto vendendo água, como tendo uma grande empresa como a de Flávio. Assim, ele vem mostrando que para empreender não precisa ser necessariamente construindo uma grande empresa. Empreender é superar obstáculos, seja qual for. No caso dele, vender verduras quando criança para comprar comida e vender água depois de adulto para superar o desemprego.

 

Não importa o tamanho do seu obstáculo, supere com dedicação. É por isso que ele bate na tecla de que você não precisa ser milionário para começar a empreender, comece com o que você tem. Não há um perfil social para empreender. Rick é de uma origem muito humilde, não fez faculdade e nem estudou em bons colégios. Ou seja, ele foge dos padrões que muita gente imagina de um empreendedor.

 

É por isso que em suas palestras, ele repete como um mantra que não importa a sua origem, qualquer um pode empreender, basta você querer e ter muita força de vontade.

 

Tire a crise de dentro de você. Uma famosa propaganda de biscoito fazia aquela pergunta “Vende mais porque é fresquinho ou é é fresquinho porque vende mais?”. Podemos adaptar essa pergunta para os momentos de crise. O pessimismo aumenta por causa da crise ou a crise aumenta por causa do pessimismo?.

 

“O neguinho que vendia água em Copacabana vai palestrar na universidade de Harvard (…) vocês não têm ideia de quantas vezes me jogaram no chão e eu não me acovardei, continuei”, foi assim que Rick anunciou para os seus seguidores que iria dar uma palestra em uma das principais Universidades do mundo.

 

Além de ser garoto propaganda do Banco Santander, ele também dá palestras por todo o Brasil.

 

Lançou o livro Pega a Visão, onde conta sua história de vida. Uma história que inspira a superar todos aqueles obstáculos em busca dos sonhos.

 

Temas das Palestras

 

* Empreendedorismo;
* Motivação;
* Superação de Desafios.

 

11/2018


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato
  • (11) 3522-6622
  • (13) 3022-1177
  • (11) 98079-3030
  • e-mail:
    comercial@mixpalestras.com.br
  • skype:
    mix.palestras
  • twitter:
    @mixpalestras