Selecione o Profissional
 

Fernando Rodrigues

Fernando Rodrigues

TEMAS:


Fernando Rodrigues é Jornalista. Formado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo e Mestre em Jornalismo Internacional na City University, em Londres.


Começou a carreira como crítico de teatro do Diário do Grande ABC, em 1985. Trabalhou 27 anos na Folha de São Paulo. Desempenhou no jornal as funções de repórter, editor de Economia, correspondente em NY (1988), em Tóquio (1990) e em Washington (1990-91). Também foi assistente de produção da BBC World Service: Brazilian Section.

 

Ficou baseado na sucursal de Brasília da Folha, de 1996 até deixar o jornal, em 2014, assinando durante 18 anos a coluna Brasília, na página 2 do jornal.

 

Já foi premiado com 4 Prêmios Esso. É autor do livro Políticos do Brasil (Publifolha, 2006), do site homônimo, um dos mais extensos bancos de dados do país com informações pessoais, eleitorais e patrimoniais de candidatos a cargos públicos desde 1998. Por esse trabalho (quando ainda tinha o nome de Controle Público), também recebeu, em 2002, o Prêmio Líbero Badaró de Webjornalismo e o prêmio para a internet da Fundación Nuevo Periodismo Iberoamericano, dirigida então pelo escritor colombiano Gabriel García Márquez (1927-2014).

 

É coautor dos livros Os Donos do Congresso: A Farsa na CPI do Orçamento (ed. Ática, 1993), prêmio Jabuti de livro-reportagem em 1993, e Racismo Cordial (ed. Ática, 1994).

 

Desde 2011, apresenta o programa Poder e Política, inicialmente uma parceria da Folha e UOL. Como repórter, Rodrigues fez a cobertura de todas as eleições presidenciais diretas pós-ditadura militar (1989, 1994, 1998, 2002, 2006, 2010, 2014 e 2018).

 

Em 1994, integrou a equipe da Folha que fez a cobertura da Copa do Mundo de Futebol da Fifa, nos EUA.

 

Rodrigues mantém o mais antigo site/blog de política em operação na internet brasileira, desde o ano 2000, com análises e um amplo banco de dados com pesquisas eleitorais.

 

Foi comentarista de política na Rádio Jovem Pan (SP) em 2006. As gravações foram feitas por uma fonte que ficou conhecida como "Senhor X", cuja identidade a Folha não revelou até que a própria pessoa resolveu se apresentar em público, em 2013. Rodrigues coletou o material dessa investigação ao longo de 5 meses. A série ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo 1997.

 

Fora das redações, em 2002, Rodrigues foi cofundador da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), entidade que presidiu por dois anos (2010-2011). É membro do Conselho de Curadores do Fundo de Apoio ao Jornalismo Investigativo. Pela Abraji, é um dos coordenadores do Fórum de Direito de Acesso a Informações Públicas . Também ajudou a criar, no início dos anos 2000, a Global Investigative Journalism Network. É membro do ICIJ (International Consortium of Investigative Journalists).

 

Foi eleito em 2014 um dos "Top 100" dos Mais Admirados Jornalistas Brasileiros pelo trabalho desenvolvido na Folha de S.Paulo.


Em maio de 2015, fechou com o Canal Rural e passou a reforçar o time como especialista de Política do canal, e a participar dos programas Mercado & Cia e Rural Notícias, com informações e análises sobre os assuntos relacionados ao poder no Brasil.

 

Reeleito em 2015, confirmou a presença entre os 100 mais admirados do Brasil.

 

Em 2018, recebeu o prêmio Maria Moors Cabot, a mais relevante distinção concedida nos EUA a jornalistas estrangeiros.

 

Realiza trabalhos como Mestre de Cerimônias e Moderador de Debates. Fala também de Política em Agronegócio.

 

03/2019


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato
  • (11) 3522-6622
  • (13) 3022-1177
  • (11) 98079-3030
  • e-mail:
    comercial@mixpalestras.com.br
  • skype:
    mix.palestras
  • twitter:
    @mixpalestras