Selecione o Profissional
 

Daiane dos Santos

Daiane dos Santos

TEMAS:


Daiane Garcia dos Santos é Ex-Ginasta Artística. Foi a primeira ginasta brasileira, entre homens e mulheres, a conquistar uma medalha de ouro em uma edição do Campeonato Mundial.


Fez parte da primeira seleção brasileira completa a disputar uma Olimpíada, nos Jogos de Atenas, repetindo a presença nas edições seguintes, em Pequim e Londres. Possui ainda dois movimentos nomeados após ser a primeira ginasta no mundo a realizá-los: o duplo twist carpado, ou Dos Santos I, e a evolução deste primeiro: o duplo twist esticado, ou Dos Santos II.


Em 1999, conquistou suas primeiras medalhas, na categoria sênior, ao competir no Pan-Americano de Winnipeg: prata no salto e bronze por equipes. 2 anos depois, disputou seu primeiro Mundial, o Campeonato de Gante, na Bélgica, onde encerrou em quinto lugar na final do solo.

 

Em 2003, aos 20 anos, mudou-se para Curitiba e tornou-se novamente a medalhista de bronze por equipes no Pan-Americano de Santo Domingo. Na sequência, competindo no Mundial de Anaheim, na Califórnia, conquistou a primeira medalha de ouro brasileira desta competição: Na final do solo, superou a romena Catalina Ponor e a espanhola Elena Gómez, executando, pela primeira vez, o movimento que recebeu seu nome: o duplo twist carpado, ou Dos Santos I, desenvolvido com o auxílio do técnico Oleg Ostapenko, seu treinador até então. No ano seguinte, conquistou medalhas em etapas da Copa da Mundo e, lesionada, disputou as Olimpíadas de Atenas, na qual compareceu à final do solo e encerrou na quinta colocação. Apesar de não conquistar medalha, ao som de Brasileirinho, performou seu segundo movimento, intitulado Dos Santos II, a variação esticada do primeiro.

 

No ano seguinte, conquistou medalhas em novas etapas da Copa do Mundo, embora não tenha conseguido tornar-se bicampeã do solo, na final realizada em Melbourne. Em 2006, adotou uma nova rotina e uma nova música: "Isto aqui o que é?", de Ari Barroso. Com ela, conquistou medalhas em outras etapas da Copa. No Mundial de Aarhus, na Dinamarca, seguiu à final do solo e encerrou na quarta colocação. No fim do ano, em mais uma final de Copa do Mundo, a ginasta competiu novamente no solo e conquistou seu segundo ouro desta competição, ao superar ginastas como Cheng Fei e Elena Zamolodchikova. Em 2007, lesionada no tornozelo, disputou o Pan-Americano do Rio de Janeiro e terminou com a prata, superada pela equipe norte-americana.

 

Em 2008, disputou os Jogos de Pequim, o segundo da carreira, no qual foi a duas finais. Por equipes, a atleta, junto de suas companheiras, foi à primeira final coletiva na história da modalidade do Brasil, e encerrou a competição na oitava posição. Individualmente, foi a sexta colocada na final do solo. Em outubro, submeteu-se a uma cirurgia no joelho direito para alinhar a perna, desviada angularmente em dez graus.


Em 2009, afastada das competições, fez outra cirurgia. Agora, para a retirada da placa de titânio posta na cirurgia anterior. Em outubro do mesmo ano, a Federação Internacional de Ginástica divulgou o resultado positivo do exame antidoping realizado em julho passado. Na amostra de urina da atleta, foi encontrado a substância furosemida, um diurético da alça, que consta na lista das drogas proibidas pela Agência Mundial Antidoping (WADA). Punida com 5 meses de suspensão, a ginasta manteve-se afastada das competições até julho de 2010.


Após isso, disputou o Campeonato Paulista, no qual conquistou 4 medalhas de ouro, ao competir em todos os aparelhos, após 6 anos. Fora da equipe principal do país desde as Olimpíadas de 2008, foi reintegrada à seleção em maio de 2011.

 

Em 2012, após uma cirurgia no joelho e a competição de Londres, na qual teve o melhor desempenho da equipe brasileira e encerrou na 17ª posição ainda na fase classificatória, decidiu abandonar a ginástica artística e agora se dedica a ser empresária, promovendo projetos para atletas de alto rendimento e a cultura do esporte.

 

Temas das Palestras

 

* Competitividade;

* Esportes;

* Liderança;

* Motivação.

 

 

02/2019


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato
  • (11) 3522-6622
  • (13) 3022-1177
  • (11) 98079-3030
  • e-mail:
    comercial@mixpalestras.com.br
  • skype:
    mix.palestras
  • twitter:
    @mixpalestras