Selecione o Profissional
 

Zinho

TEMAS:


Crizam César de Oliveira Filho, mais conhecido como Zinho, é Ex-Jogador de Futebol, Dirigente Esportivo e Treinador. Atualmente, é comentarista da Fox Sports Brasil. Foi meia armador do Flamengo, Grêmio, Cruzeiro e Palmeiras, ganhando inúmeros títulos.

 

Foi tetracampeão mundial com a Seleção Brasileira na Copa do Mundo FIFA de 1994.

 

Carreira

 

Revelado no Flamengo, Zinho iniciou sua carreira em 1986, quando teve a oportunidade de atuar ao lado de Zico, Andrade e Leandro, alguns dos maiores craques da história rubro-negra. Além dessas feras, novos talentos como Jorginho, Ailton e Bebeto, também o acompanharam em suas primeiras conquistas, que incluíram os títulos do Campeonato Carioca de 1986.

 

Entretanto, no final dos anos 1980, o Flamengo passou por uma grande fase de transição, de modo que, deste grupo campeão carioca de 1986, Zinho foi, praticamente, o único remanescente. No comando da equipe, junto com Júnior, outro grande ídolo rubro-negro, que acabara de retornar à Gávea, Zinho sagrou-se campeão da Copa do Brasil de 1990, do Campeonato Carioca de 1991 e do Campeonato Brasileiro de 1992.

 

Deixando o Flamengo em 1993, após 6 anos de casa. Zinho foi jogar no Palmeiras, aonde veio a se tornar o maestro da maravilhosa equipe palmeirense, bicampeã paulista e brasileira, em 1993 e 1994, que contava ainda com Roberto Carlos, César Sampaio, Rivaldo, Edmundo, Edílson e Evair.

 

Na Copa do Mundo de 1994, Zinho foi titular absoluto no meio-campo do Brasil de Carlos Alberto Parreira. Contudo, obrigado a ajudar na marcação, viu-se impedido de avançar ao ataque, de forma que seu futebol não chegava ao nível de suas atuações pelo Palmeiras. Porém, logo vieram as críticas, e a imprensa esportiva da época foi extremamente dura com o jogador, que passou a ser ironizado com o apelido de Zinho enceradeira. No entanto, mesmo que não dessem o braço a torcer, seus críticos tiveram de engolir as palavras com a conquista do tetracampeonato.

 

Após a Copa do Mundo, Zinho foi jogar no Japão, porém, 3 anos mais tarde, voltava ao Palmeiras. Nesta sua segunda passagem, pelo Palestra Itália, conquistou a Libertadores da América de 1999, seu principal título da carreira, fora a Copa do Mundo. Zinho também jogou no Grêmio e no Cruzeiro, sendo que, pelo primeiro, conquistou a Copa do Brasil de 2001, ao passo que pelo outro, conseguiu seu quinto título brasileiro, igualando-se ao recorde de Andrade.

 

Em 2004, então aos 36 anos de idade, retornou ao Flamengo, seu clube de origem, pensando em encerrar a carreira. Venceu o Campeonato Carioca de 2004 pelo clube Rubro-negro. No entanto, em 2005, teve problemas com o então técnico Cuca, o que ocasinou a sua saída do Flamengo, fato que levou o pai de Zinho a chamar Cuca de "incompetente".

 

Após sair do Flamengo, Zinho vestiu a camisa do Nova Iguaçu, time de sua cidade natal. Estava prestes a encerrar a carreira, no final de 2005, quando surgiu a proposta de ir jogar nos EUA, pelo Miami. Jogou duas temporadas no Miami, antes de encerrar sua carreira, para se tornar treinador da mesma equipe. Em 2010, volta para o Brasil para se aprimorar na carreira de treinador de futebol. é o segundo jogador recordista de jogos pelo Brasileirão superado por Rogerio Ceni. De 1986 a 2004, Zinho acumulou 370 jogos pela competição.

 

Por volta do final de 2006, o Miami propôs a Zinho que se tornasse o treinador do time. Aceitando a proposta, Zinho deu início a uma nova fase em sua vida, a de treinador. Mas em meados de 2010 retorna ao Brasil para dar continuidade à sua carreira acertando com o Nova Iguaçu, por onde teve como diretor executivo.

 

Em 2012, foi contratado pelo recém lançado canal Fox Sports para trabalhar como comentarista. 

 

Títulos


Como jogador

 

Flamengo

Campeonato Carioca: 1986, 1991, 2004

Taça Guanabara: 1988, 1989, 2004

Taça Rio: 1986, 1991

Campeonato Brasileiro: 1992 e o Módulo Verde do Campeonato Brasileiro de 1987

Copa do Brasil: 1990

 

Palmeiras

Campeonato Paulista: 1993, 1994

Torneio Rio-São Paulo: 1993

Campeonato Brasileiro: 1993, 1994

Copa do Brasil: 1998

Copa Mercosul: 1998

Copa Libertadores da América: 1999

 

Grêmio

Campeonato Gaúcho: 2001

Copa do Brasil: 2001

 

Cruzeiro

Campeonato Brasileiro: 2003

 

Nova Iguaçu

Campeonato Carioca Serie B: 2005

 

Seleção Brasileira

Copa do Mundo FIFA: 1994

 

Como treinador

 

Miami FC

George Washington Cup: 2007;

 

Vasco da Gama

Taça Guanabara 2016;

Campeonato Carioca 2016.

 

Prêmios

Bola de Prata da Revista Placar: 1988, 1992, 1994, 1997.

 

08/2019


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato
  • (11) 3522-6622
  • (13) 3022-1177
  • (11) 98079-3030
  • e-mail:
    comercial@mixpalestras.com.br
  • skype:
    mix.palestras
  • twitter:
    @mixpalestras