Selecione o Profissional
 

Tite

TEMAS:


Adenor Leonardo Bachi, mais conhecido como Tite, é Técnico e ex-jogador de futebol. Comanda a Seleção Brasileira de Futebol. Em 2019, tornou-se o primeiro treinador a ser campeão da Copa América, da Copa Libertadores da América e da Copa Sul-Americana.

 

Como jogador

 

Tite começou sua carreira como volante no Caxias, em 1978. Em 1984 foi vendido para o Esportivo de Bento Gonçalves. Em 1985, foi para Portuguesa.

 

No ano seguinte, foi para o Guarani, clube onde alcançou seu auge, sendo vice-campeão no Campeonato Brasileiro de 1986 e no Campeonato Brasileiro de 1987 (Copa União), além de também ter sido vice-campeão no Campeonato Paulista de 1988.

 

Tite foi obrigado a encerrar prematuramente a sua carreira, com apenas 28 anos, devido a uma série de lesões nos joelhos, inclusive com ruptura de ligamento, perdendo a mobilidade de uma das pernas. Até hoje não consegue dobrar um dos joelhos.

 

Recentemente fez uma declaração que surpreendeu a todos, dizendo que o time de infância foi o Internacional e o clube que ele sempre simpatizou, mesmo depois de se tornar treinador foi o Palmeiras, fato por ser um grande fã do trabalho do técnico Felipão.

 

Como treinador

 

Tite tornou-se treinador em 1990, dirigindo o time do Guarany de Garibaldi. Treinou diversos times medianos gaúchos como Veranópolis (1992-1993-1994-1995-1998), ganhando a segunda divisão gaúcha em 1993. Depois, assumiu o Ypiranga de Erechim (1996), e posteriormente o Juventude (1997).

 

Primeiros sucessos

 

Em 2000, é contratado pelo Caxias. No Campeonato Gaúcho de 2000, faz uma campanha surpreendente, levando o clube a ser campeão sobre o Grêmio, de Ronaldinho Gaúcho e Cláudio Pitbull, sendo que até goleou a equipe de Porto Alegre por 3 a 0 na primeira partida. Na segunda partida, no Olímpico, a equipe de Caxias do Sul empata por 0:0, sagrando-se campeã. Com isso, Tite desperta atenção na imprensa gaúcha e nos times grandes de Porto Alegre.

 

Em 2001, devido ao grande sucesso no Caxias, Tite é contratado pelo Grêmio, justamente o time que havia derrotado. No Grêmio, sagra-se campeão do Campeonato Gaúcho de 2001, ficando em primeiro no octogonal da primeira fase, e derrotando o Juventude nas duas partidas finais, por 3:2 fora e 3:1 no Olímpico. Com o título, Tite se firma na equipe gaúcha.

 

No mesmo ano, também leva o Grêmio à conquista da Copa do Brasil, passando por Villa Nova (na 1ª Fase), Santa Cruz (na 2ª Fase), Fluminense (nas Oitavas-de-final), São Paulo (nas Quartas-de-final), Coritiba (nas Semifinais), para pegar o Corinthians, de Marcelinho Carioca e Müller nas finais. Na primeira partida, no Olímpico, empata por 2 a 2. Depois, no Morumbi lotado, vence por 3 a 1, consolidando o título, sendo o primeiro nacional de Tite. Depois, permaneceria no Grêmio até 2003.

 

Outras passagens

 

Depois do Grêmio, dirigiu o São Caetano por dois anos (2003 e 2004).

 

Logo depois, foi contratado pelo Atlético Mineiro para a disputa do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2005. Depois, assumiu o Palmeiras. Pegando o time na zona do rebaixamento, usou o período de intervalo da Copa do Mundo de 2006 para impor a sua filosofia no time e com uma recuperação fantástica começou o período pós-copa com 7 vitórias, 5 empates e 1 derrota.

 

No fim de 2007 foi contratado pelo Al Ain dos Emirados Árabes, mas ao fim de seis meses no comando da equipe foi demitido por não concordar com o pedido dos dirigentes para relacionar um jogador da seleção do país. Tite comandou a equipe em 25 jogos, vencendo 13, empatando seis e perdendo outras seis.

 

Internacional

 

No dia 12 de junho de 2008, a direção do Internacional anunciou a contratação de Tite para o comando do clube. A contratação de Tite foi contestada por grande parte da torcida colorada, devido ao sucesso dele no Grêmio, arquirrival do Inter.

 

No Brasileirão de 2009, teve um bom início, ficando em primeiro lugar no primeiro turno. Depois, no segundo turno, colecionou uma série de maus resultados contra equipes de pequeno porte e grande oscilação. Devido ao baixo rendimento refletido em maus resultados dentro e fora do Beira-Rio, em outubro de 2009 o Internacional rescindiu o contrato com Tite.

 

Al-Wahda

 

Em agosto de 2010, Tite foi anunciado como novo técnico do Al-Wahda, dos Emirados Árabes. Com a demissão do técnico Adílson Batista, do Corinthians, Tite acertou o seu contrato com o clube paulista em outubro de 2010. Para assumir a equipe, precisou ser liberado pelo Sheik dono do Al-Wahda, clube que comandou por apenas 4 partidas. Três dias depois foi anunciado que Tite foi liberado, sendo o novo técnico do Corinthians.

 

Ainda em 2010, Tite voltou ao Corinthians, no final do Campeonato Brasileiro de Futebol daquele ano.

 

Em 2016, Tite foi contratado para comandar a Seleção Brasileira, substituindo Dunga. Apesar do fracasso da Seleção na Copa do Mundo de 2018, com a queda precoce nas quartas de final diante da seleção da Bélgica, a CBF confirmou a manutenção de Tite no comando da Seleção Brasileira para o novo ciclo de 4 anos, visando a Copa do Mundo de 2022, realizada no Catar. 

 

Títulos

 

Técnico

 

Veranópolis

* Campeonato Gaúcho, 2ª Divisão (1993)

 

Caxias

* Campeonato Gaúcho (2000)

 

Grêmio

* Campeonato Gaúcho (2001)

* Copa do Brasil (2001)

 

Internacional

* Copa Sul-Americana (2008 (Invicto)

* Campeonato Gaúcho (2009)

* Copa Suruga Bank (2009)

 

Corinthians

* Campeonato Brasileiro (2011)

* Copa Libertadores da América (2012) (Invicto)

* Mundial de Clubes da FIFA (2012)

* Recopa Sul-Americana (2013)
* Campeonato Brasileiro (2011, 2015)

* Campeonato Paulista (2013)

 

Individuais

* Melhor treinador da Libertadores (2012)

* Melhor treinador do Mundial de clubes (2012)

* Prêmio Craque do Brasileirão de melhor técnico do Campeonato Brasileiro (2015)
* Prêmio Faz Diferença O Globo, Esportes (2015)
* Treinador Sul-Americano do Ano (2017)
* Primeiro treinador a ser campeão da Copa América, da Copa Libertadores da América e da Copa Sul-Americana (2019)

 

Corinthians

* Campeonato Brasileiro: 3° lugar (2010)

* Campeonato Paulista: 2° lugar (2011)

 

08/2019


Outros Palestrantes do mesmo tema


Serviços
  • Clique aqui se você é um Palestrante e deseja participar do casting da Mix Palestras.
  • Clique aqui para obter uma proposta ou contratar um palestrante
Contato
  • (11) 3522-6622
  • (13) 3022-1177
  • (11) 98079-3030
  • e-mail:
    comercial@mixpalestras.com.br
  • skype:
    mix.palestras
  • twitter:
    @mixpalestras